PUBLICIDADE

Home  »  Revistas  »  Edição 2129 / 9 de setembro de 2009


Índice    Seções    Panorama    Brasil    Internacional    Geral    Guia    Artes e Espetáculos    ver capa
Esporte

LUVA PARA OS PÉS

Um híbrido de sapatilha e meia de borracha dá a sensação
de correr descalço. E os joelhos, como é que ficam?


Gabriele Jimenez

Divulgação
Não é exatamente um tênis, mas uma "luva para os pés". Assim o fabricante define o FiveFingers, um híbrido de sapatilha e meia de borracha adotado por um número crescente de corredores nos Estados Unidos e Europa. Como não tem amortecedores, o FiveFingers proporciona a sensação de correr descalço. Coisa de natureba, seu uso vai contra a principal corrente da medicina esportiva - e o marketing dela derivado -, segundo a qual quanto mais acolchoado for o tênis, menor é o dano para as articulações dos joelhos e dos pés. Os defensores do FiveFingers afirmam que o número de contusões se mantém inalterado desde os anos 70, quando os primeiros tênis acolchoados chegaram ao mercado. Para completar, sacam de um estudo australiano que mostra que os calçados esportivos mais modernos aumentam em até 4% o gasto de energia dos corredores. Ou seja, um atleta correndo descalço seria até mais rápido. Há atletas e atletas, claro. Em 1960, durante a Olimpíada de Roma, o etíope Abebe Bikila, considerado o maior maratonista que já existiu, fez história ao bater o recorde mundial correndo descalço. Quatro anos depois, na maratona de Tóquio, calçava tênis (Puma). De novo, bateu o recorde e ganhou o ouro.

Jodi Hilton/The New York Times
Americano treinando com o tênis FiveFingers


O FiveFingers foi lançado pela empresa italiana Vibram, em 2006. Destinava-se inicialmente a velejadores e praticantes de caiaque, mas, em pouco tempo, ganhou os pés de corredores. Em 2007, foi eleito pela Time uma das melhores invenções do ano (o que talvez ajude a explicar a decadência da revista). Hoje, há pelo menos outros dois fabricantes. Um par custa barato: 85 dólares, em média, um terço do preço de um bom tênis. Apesar de o fabricante esgrimir dados em favor da "luva para os pés", médicos e treinadores são cautelosos. Eles até concordam que o total de lesões é o mesmo desde os anos 70. Mas acrescentam que, proporcionalmente, ele é menor, já que aumentou drasticamente a quantidade de pessoas que correm, seja apenas para manter a saúde, seja para competir. "A verdade é que os tênis com amortecedores absorvem o impacto da pisada e ajudam a distribuir a carga de peso para o pé", diz o ortopedista André Pedrinelli, especialista em medicina esportiva. Falta dizer ainda que o FiveFingers é muito feio, convenhamos.

 

EDIÇÃO DA SEMANA
ACERVO DIGITAL
PUBLICIDADE
OFERTAS



Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados