Veja essa

Esta semana
Sumário
Brasil
Internacional
Geral
Economia e Negócios
Guia
Artes e Espetáculos

Colunas
Diogo Mainardi
Stephen Kanitz
Gustavo Franco
Roberto Pompeu de Toledo

Seções
Carta ao leitor
Entrevista
Cartas
VEJA on-line
Radar
Contexto
Holofote
Veja essa
Arc
Notas internacionais
Hipertexto
Gente
Datas
Cotações
Para usar
VEJA Recomenda
Literatura brasileira
Os mais vendidos

Arquivos VEJA
Para pesquisar nos arquivos da revista, digite uma ou mais palavras

Busca detalhada
Arquivo 1997-2000
Busca somente texto 96|97|98|99
Os mais vendidos
 
Mário Rodrigues

"Calcinha para mim tem de ser bem pequenininha. Bem pequenininha."
Eliana, apresentadora infantil, em entrevista a Playboy de novembro

"Se você fizer uma progressão por regressão linear simples, por mínimos quadrados, há essa vitória por três pontos."
Cesar Maia, prefeito eleito do Rio, explicando, ainda na manhã de domingo, por que ganharia a eleição

"Garotinho é o beijo da morte."
Leonel Brizola, presidente nacional do PDT, lembrando que os candidatos apoiados pelo governador fluminense perderam na região metropolitana do Rio

"O Ibope é bom para pesquisa de sabão em pó."
Jorge Roberto Silveira, prefeito reeleito de Niterói (PDT), que venceu, contrariando as pesquisas

"Eu sou a dona Marta do PT."
Marta Suplicy, eleita em São Paulo, ironizando Paulo Maluf, que na campanha só se referia a ela como "dona Marta do PT"

"Bush é burro e preguiçoso."
Cher, cantora, em campanha para o democrata Al Gore, detonando o republicano George W. Bush

"Sou fã dela e da Adriane Galisteu."
Vanessa Navarini, secretária, abraçando Marta Suplicy

"Sou comunista, graças a Deus."
Luciana Santos, prefeita eleita de Olinda, Pernambuco, pelo PC do B

 
João Passos

"Parecia que eu estava em Madureira."
Beth Carvalho, a madrinha do samba, comentando o show que fez com o Quinteto em Branco e Preto em Johanesburgo, na África do Sul

"Com o título de cidadão, Lula passa a ser o pelotense modelo exportação."
Henrique Pires, radialista, que quer homenagear Lula como cidadão de Pelotas, cidade que o líder petista chamou de "exportadora de veados"

"Às vezes penso que me tornei um carvãozinho. Aí alguém chega, assopra e a chama volta."
Hebe Camargo, afogueada apresentadora de TV, animada com novo disco e programa de rádio

"Bota o meião!"
Renata Alves, estudante, citando uma suposta mania do ex-técnico da seleção, Wanderley Luxemburgo, de obrigá-la a vestir o meião do Palmeiras na hora do sexo

"O crime está mais organizado que nós."
General Alberto Cardoso, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República

"Milosevic era o grande e verdadeiro chefão de toda a máfia dos Bálcãs."
Marko Nicovic, ex-chefe de polícia de Belgrado, Iugoslávia

 
Roberto Valverde

"Se eu for boicotada, vou para a França pedir asilo político."
Samantha Monteiro,
atriz – ex-Malhação –, temendo represálias por ter apresentado os programas eleitorais de Paulo Maluf

"Bancar o valente nessa área da corrupção não dá."
Antonio Carlos Magalhães, presidente do Senado, reagindo contra a recusa do deputado Eurico Miranda de depor na CPI do Futebol

"O máximo que as fãs já fizeram foi dar um beliscão e apertar minhas partes mais íntimas."
Luciano,
que faz dupla sertaneja com o irmão Zezé Di Camargo, falando dos sufocos que passou

"Só Al Gore pode bater Al Gore. E ele tem feito um bom trabalho nesse sentido."
Ralph Nader, o candidato do Partido Verde à Presidência dos EUA

"A mulher que quero tem de ser coração, fogo e espora, com a pele tostada como uma flor na Venezuela."
Fidel Castro,
presidente cubano,
e Hugo Chávez, presidente venezuelano, cantando em dueto numa rádio de Caracas

 

Arc* à procura de respostas

Arc, o marciano, começou a colecionar perguntas mandadas por leitores, para as quais não encontrou resposta. Veja algumas:

O Silas quer saber por que, quando o dólar sobe, o preço da gasolina sobe, mas, quando o dólar cai, a gasolina não cai...

Outra do Silas: quando a gente aplica nos bancos, eles pagam 1,2% de juros; quando a gente pede emprestado, eles cobram 12%. Por quê?

O Zeno quer saber por que é que ônibus não tem cinto de segurança...

O Zé Luiz quer saber por que as montadoras lançam carros com motor turbinado, que permitem chegar a 190 quilômetros por hora, quando a velocidade máxima permitida é 110.

O Régis tem uma boa história: na cidade dele, um homem cortou fora os braços da mulher a golpes de facão; ela morreu, mas o marido foi libertado porque era período eleitoral.

Se a vítima fosse uma tartaruga gigante, continua o Régis, o criminoso seria preso sem direito a fiança e teria de responder a processo na prisão. A tartaruga é melhor do que o homem?

– Então, Arc, você não vai responder?

– Continuo sem entender vocês, terráqueos. Que matar uma tartaruga é crime, não tenho a menor dúvida; mas não prender um assassino porque é dia de eleição...

 

* Arc é marciano e invisível – quando quer, se disfarça de terráqueo – e vem regularmente à Terra – inclusive ao Brasil –, para ver se vale a pena Marte investir aqui. Por enquanto, ele está achando que não dá... (arc@bol.com.br)

Teagá

 

Editado por Julio Cesar de Barros

 

 

 

Copyright 2000
Editora Abril S.A.
  VEJA on-line | Veja São Paulo | Veja Rio | Veja Recife | Guias Regionais
Edições Especiais | Site Olímpico | Especiais on-line
Arquivos | Downloads | Próxima VEJA | Fale conosco