Jipe feminino

Novos veículos com tração nas quatro
rodas fazem sucesso sobretudo entre mulheres

Cristina Juliani e seu
Terios: "Foi paixão
à primeira vista"
Foto: Claudio Rossi  

Já faz algum tempo que os fabricantes de automóveis descobriram o interesse dos jovens e das mulheres por jipes sofisticados — aqueles veículos com tração nas quatro rodas, motor potente e conforto de carro urbano. Agora, estão surgindo lançamentos dirigidos às mulheres que costumam ir às compras, buscar os filhos na escola ou fazer outras atividades que exigem um tipo diferente de robustez. Todos têm design mais arrojado que o dos jipes tradicionais, muito conforto e o público urbano como alvo. É o caso do Terios, um misto de jipe e van da japonesa Daihatsu, lançado no Brasil em fevereiro. Em apenas dois meses, a Daihatsu vendeu todo o estoque, de 170 veículos, com tração nas quatro rodas, ar-condicionado, direção hidráulica, roda de liga leve, travas e acionamento elétrico dos vidros e espelhos. Dos compradores, 80% foram mulheres. As vendas do Terios só não foram maiores em razão da limitação de cotas de importação — há filas de espera nas concessionárias. "Esse carro foi projetado para atingir os jovens e o público feminino", diz Daniel Buteler, presidente da Daihatsu do Brasil. As consumidoras que chegaram na frente comemoram. "Foi paixão à primeira vista", afirma a empresária paulistana Cristina Juliani, que comprou seu Terios há um mês, por 25.000 reais.

Assim como a Daihatsu, outras empresas têm explorado essa faixa de mercado no mundo inteiro. Em março foi lançado nos Estados Unidos o RX 300, da Lexus, com tração nas quatro rodas. É semelhante ao ML320, jipe da Mercedes-Benz lançado no filme O Mundo Perdido — Jurassic Park, que virou objeto do desejo mundial — não só pela beleza como pelo preço proibitivo (90.000 dólares no Brasil). Por enquanto, não se sabe quando o RX 300 será importado. Em junho chega o Grand Vitara, versão mais sofisticada de outro sucesso japonês entre o público feminino — o importador estima que metade de suas vendas é feita a mulheres. "O Grand Vitara vai ser o nosso top de linha", diz a gerente de marketing da Suzuki no Brasil, Úrsula Aagesen. Assim como o Vitara, seu novo irmão terá todos os confortos de um carro sofisticado. A maior diferença está no estilo — mais suave, com faróis em forma de gota, como o Terios, o ML320 e o novo Lexus. Esse é um dos segredos que têm impulsionado ainda vendas de carros como o Mitsubishi Pajero, na sua versão de duas portas com câmbio automático — modelo de maior procura da marca entre compradores urbanos e do sexo feminino. "As mulheres preferem jipes mais compactos e com design mais vanguardista", diz Daniel Buteler, da Daihatsu. "E, claro, aqueles que não exigem nenhum esforço do motorista."

Modelos de sedução

O Sportage da Kia
foi o terceiro jipe
mais vendido em 1997
Foto: Germano Luders  
O Pajero duas portas
é o preferido da
marca pelas motoristas
Foto: François Calil  
O Grand Vitara, um
Vitara com design
renovado, chega em
junho, a 35.000 dólares
Foto: Ricardo Rollo  
Mais barato (25.000 reais),
o Terios da Daihatsu
foi projetado para
as mulheres




Copyright © 1998, Abril S.A.

Abril On-Line